21 de março de 2012

Disciplina

Eis aí uma questão que deixa os pais de cabelo em pé. Este menino não me obedece nunca! O que eu faço para ele parar de me desafiar? Esta menina é desastrada sempre. Não para de pular. Eles fazem isso de propósito, só para me irritar. Tenho vergonha de sair com meus filhos: eles só aprontam. E a ladainha vai por aí.

Antes de mais nada, precisamos definir o que é disciplina e comparar esta definição com o que queremos que nossos filhos se tornem quando adultos. Por exemplo, se fosse perguntado aqui aos pais que tipo de pessoa adulta gostaria que seu filho se tornasse, provavelmente surgiriam respostas do tipo: independente, feliz, autônomo, confiante, com autoestima elevada, sociável, etc. No entanto, quando nos vemos no dia a dia com as lidas da educação dos nossos pimpolhos queremos, em geral: que se comportem (sigam regras estritas??), que fiquem quietos, que não deem trabalho (?), que façam o que você pede, etc. Ou seja, você quer que seu filho seja independente e autônomo, mas que obedeça! Que seja sociável, mas que fique quieto! Que tenha autoestima elevada, mas que ouve de você: “você não fica quieto; seu desobediente; olha o que você fez; não consegue fazer nada certo; você bateu nela, que coisa ruim, etc.”

Na seção Pais e Filhos, comecei uma série de textos para que reflitamos um pouco sempre este assunto.

Leia mais >>

Nenhum comentário:

Postar um comentário