19 de julho de 2015

Escolas da Finlândia trocam letra cursiva por tablets

Finalmente, uma atitude prática com relação à questão: qual a validade do ensino de caligrafia, letra cursiva ou de forma, para as crianças no mundo de hoje? É uma questão já levantada por vários pais e educadores. E até agora não tenho ouvido argumentos sólidos a favor de se manter o ensino disso.

Esta matéria relata a decisão da Finlândia de não se ensinar mais caligrafia para as crianças. Vale lembrar que o país é considerado pela ONU como vanguardista em educação, além de ter um dos melhores índices em educação pública. O texto do UOL, como de praxe, tem lá suas surpresinhas. Por exemplo: a letra de forma vai continuar a ser ensinada, pois estudos mostram ser importante para o desenvolvimento da criança. Educação baseada em evidências!  Vale a pena a discussão!

http://www1.folha.uol.com.br/educacao/2015/07/1657687-escolas-da-finlandia-trocam-letra-cursiva-por-tablets.shtml

15 de fevereiro de 2015

"Alfabetização" digital

Sou da opinião que todas as crianças deveriam aprender a programar em qualquer tipo de linguagem de computação. Não apenas para desenvolverem uma "habilidade" potencialmente facilitadora de uma futura "empregabilidade"! Mais do que isso: aperfeiçoarem a capacidade lógica e analítica de suas mentes. Tudo com muita diversão e criatividade!

O seguinte vídeo mostra o que pode ser feito com a linguagem SCRATCH, desenvolvida pelo MIT justamente com os propósitos acima. Ponto importante no vídeo: será que a geração atual realmente já nasceu proficiente em tecnologias digitais? Aproveitem!